Turismo puxa pela economia portuguesa segundo o FMI

O FMI afirma que a actividade económica ganhou força em 2017 em Portugal, suportada pelo “crescimento forte” no turismo, admitindo que as receitas do turismo voltem a crescer em torno dos dois dígitos no conjunto deste ano e apontando também os sinais de uma recuperação geral nas exportações (que devem crescer 7,6% este ano e 5,2% no próximo).

“As projecções de curto prazo de Portugal melhoraram de forma considerável, suportadas por uma recuperação no investimento e um crescimento contínuo das exportações, ao mesmo tempo que a recuperação na zona euro ganhou força”, observa o Fundo Monetário Internacional (FMI) num comunicado divulgado esta sexta-feira, após uma missão de duas semanas a Lisboa no âmbito do artigo IV da instituição.

O Fundo prevê que a economia portuguesa cresça 2,5% este ano, uma revisão em alta de um ponto percentual face aos 1,5% estimados em Abril, quando divulgou o ‘World Economic Outlook’, mostrando-se assim também mais optimista do que o Governo, que continua a prever que o Produto Interno Bruto (PIB) cresça 1,8%.