Turismo tunisino em significativa retoma

Segundo estatísticas oficiais apresentadas pelo governo tunisino, o número de turistas estrangeiros que demandou a Tunísia este ano registou um acréscimo de 23% face a 2016.

Até 20 de Dezembro deste ano, entraram na Tunísia 6,73 milhões de turistas estrangeiros, número que reflecte um aumento homólogo de 23%, com os mercados europeus a subirem 19,5%. As receitas também subiram, mas a ritmo mais moderado: +16% para um pouco menos de mil milhões de euros.

Apesar de ainda distantes dos resultados do início desta década, o aumento de 23% no número de turistas estrangeiros em 2017 é uma boa notícia para o turismo tunisino que assim consegue regressar aos níveis anteriores a 2015, um ano considerado “negro” para a actividade turística neste país do Norte de África, já que foi marcado por atentados terroristas no Museu do Bardo, em Tunes, e num resort de Sousse.

Recorde-se, a propósito, que em 2010, no ano anterior à Primavere Árabe, a Tunísia recebia já mais de 7 milhões de turistas estrangeiros, número que desde então não foi alcançado.

Com a ilha de Djerba a ser, agora, o destino mais procurado, destronando estâncias turísticas como Hammamet, os mercados europeus que estão a reagir de forma mais positiva ao destino turístico Tunísia são a França e a Alemanha, ambos com aumentos homólogos acima dos 40%.