Franceses regressam ao Norte de África sem destronar Portugal

Neste início de Verão, os profissionais franceses de turismo notam um forte crescimento em relação às intenções de férias dos seus cidadãos. A recuperação beneficia principalmente destinos estrangeiros. Apesar de os indicadores apontarem para o regresso dos destinos do Norte de África, como a Tunísia e Marrocos, os franceses continuam de olhos postos no Sul da Europa, designadamente Portugal, como destino para as suas férias.

Os franceses serão mais do que o ano passado a ir de férias este Verão e vão viajar mais para o exterior, especialmente para o Sul da Europa e Norte de África, de acordo com os profissionais de turismo. “É um crescimento muito forte, uma intenção muito clara e significativa como não foi produzida desde o início da crise financeira em 2008”, afirmou Jean-Pierre Mas, presidente das Entreprises du Voyage, federação profissional que absorve reservas reservas efectuadas por 850 agências de viagens francesas, citado pelo Le Figaro.

Estas empresas registam uma subida de 9% no número de passageiros e de 10% do volume de negócios. Para Jean-Pierre Mas, estes bons números estão relacionados com “a recuperação da confiança do consumidor”, para acrescentar que “notamos que as pessoas se sentem melhor, têm desejo de viajar, tirar férias”, mas “esta recuperação é mais benéfica para destinos no estrangeiro”, com o médio curso a crescer 14%, o longo curso +13% e a França apenas a aumentar + 4%.

Apesar do regresso ao Norte de África, nomeadamente a Marrocos e Tunísia, o Sul da Europa (Portugal, Espanha, Grécia e Itália) vai continuar a atrair o maior número de turistas franceses. Junto das agências de viagens, o destino Tunísia, gravemente afectado após os ataques em 2015, começa a recuperar com um forte aumento de reservas (+211%), muito longe da Grécia (+22%). Além disso, são observados crescimentos para a Ásia, Caraíbas e Reunião.

“As tendências de vendas para o Verão são excelentes”, indica também Pascal de Izaguirre, CEO da TUI France. O grupo registou um aumento de 39% nas reservas para os clubes na Tunísia e 23% para Marrocos. Grécia tem um bom desempenho com o “crescimento de dois dígitos.”

Serão perto de mais 1,2 milhões de franceses a ir de férias este Verão, mais de 30 milhões no total, graças à melhoria do poder de compra, diz empresa de pesquisa Protourisme, com base num estudo junto de 3.000 pessoas.