Turistas no Porto e Norte mantêm padrão de consumo

É uma das conclusões do estudo do IPDT sobre o Perfil do Turista no Porto e Norte, relativo ao segundo trimestre deste ano. De Abril a Junho, o gasto médio global (por grupo) situou-se nos 599,00 euros, com o consumo médio por pessoa/noite a situar-se nos 47,00 euros e o consumo médio por pessoa por estada a atingir os 274,00 euros. Os turistas que apenas pernoitam no Porto preferem alojar-se em hotéis, caso de 47% das respostas, ou hostels, tipologia que recebeu 21% das escolhas, principalmente por parte dos turistas em férias. A propósito o IPDT destaca mesmo que, comparando estes resultados com o do trimestre homólogo de 2012, duplicou a quota de mercado dos hostels. De acordo com os resultados do mesmo estudo, as principais actividades praticadas na região foram experimentar a gastronomia e fazer compras. Seguiram-se o desfrutar da paisagem e a compra de artesanato. Comparando os resultados com o trimestre homólogo de 2012, verificou-se um aumento da percentagem de turistas que fizeram compras. Entre os turistas em férias as quatro principais motivações para a escolha do destino foram, a beleza natural, o preço, a gastronomia e o vale do Douro. O estudo revela ainda que 72% dos turistas estrangeiros que visitam o Porto e Norte têm rendimentos entre 1.000 euros e 3.000 euros, o que evidencia um aumento do rendimento médio face ao mesmo período do ano passado. M.F.