UE: Número de dormidas em estabelecimentos hoteleiros cresce 2%

O número dormidas nos estabelecimentos hoteleiros na União Europeia (UE) deverá atingir os 2,8 mil milhões em 2016, uma subida de 2% face ao ano anterior, de acordo com as primeiras estimativas avançadas pelo Eurostat.

Apesar das quebras substanciais em França e no Reino Unido, os números confirmam a tendência de crescimento registada desde 2009, que tem sido impulsionada sobretudo pela estadia de não-residentes e mais em viagens de negócios do que de lazer.

Com 454 milhões de dormidas, a Espanha (+7,8% face a 2015) ultrapassou a França (395 milhões, -4,6%) e a Itália (395 milhões, +0,5%). O número de noites aumentou em quase todos os países membros da EU, mas as maiores subidas, de acordo com a Eurostat, foram observadas na Bulgária (+17,9%), na Eslováquia (+16%), seguidos da Polónia (+11,8%) e do Chipre (+10,9%).

As quebras mais notáveis registaram-se em França (-4,6%), o equivalente a 19 milhões de dormidas, e no Reino Unido (-4,5%), cerca de menos 14 milhões de dormidas.

Na União Europeia, o total de noites em unidades turísticas aumentou mais rapidamente entre 2015 e 2016 para os não residentes (+3,6%) do que para os residentes (+0,6%) revelou o gabinete estatístico da UE.