Vinci Airports: Portugal tem umas das taxas de crescimento mais elevadas

Dos aeroportos geridos pela Vinci, Portugal tem uma das taxas de crescimento mais elevadas no que respeita ao tráfego de passageiros (+20,6%) durante o segundo semestre deste ano, com a totalidade das infra-estruturas aeroportuárias a crescerem 14,1% no mesmo período.

Diz a empresa que em Portugal, este acréscimo face ao mesmo período do ano anterior, deve-se, nomeadamente, ao dinamismo da TAP que beneficia do aumento do tráfego com o Brasil, bem como, ao efeito de abertura de numerosas novas rotas.

A continuidade do desenvolvimento do tráfego low cost proveniente da Europa é outro principal motor de crescimento nos aeroportos portugueses.

Esta subida de 20,6% comparativamente com o mesmo período de 2016 traduziu-se no movimento de mais de 14 milhões de passageiros, com o acumulado a atingir 23,5 milhões de passageiros.

Estas “excelentes” performances confirmam as tendências observadas desde o início do ano. De Janeiro a Junho, os aeroportos da rede Vinci acolheram mais de 70 milhões de passageiros, uma subida de 12,8%.