Viseu convida portugueses à redescoberta da cidade

Este é “O ano Oficial para Visitar Viseu”. É desta forma que o município convida os portugueses a redescobrirem a cidade de Viriato, a cidade Jardim, a cidade Vinhateira e a cidade de Eventos. A campanha territorial, que envolve um conjunto de eventos a decorrer durante todo o ano, foi apresentada esta terça-feira em Lisboa, pelo seu presidente de Câmara, Almeida Henriques.

Segundo o autarca, o projecto tem como objectivo “lançar uma provocação positiva ao mercado nacional para que este redescubra uma cidade com 2500 anos de história, mas que também se requalifica, uma cidade da mesa, do vinho e da gastronomia, da natureza e do turismo activo, proporcionando um conjunto de experiências a quem nos visita, e oferecendo um mix nas quatro estações do ano”.

Todo este projecto conta com o apoio da Turismo do Centro, que ajudará, nomeadamente, na campanha de media nacional.

Viseu está a ganhar uma nova vida nos planos económico, cultural e turístico e, simultaneamente, a ser revalorizado enquanto destino. Os dados de crescimento da procura turística entre 2014 e 2016 confirmam-no, de acordo com Almeida Henriques, que estava acompanhado pelo presidente da AIP, Rocha de Matos, e pelo presidente da Turismo do Centro de Portugal, Pedro Machado. A cidade contou em 2016 com 170 mil dormidas, com um crescimento a dois dígitos nos últimos três anos.

Com um total de 1700 camas, o autarca assegurou que a cidade tem vindo a requalificar-se tanto ano nível da restauração como da hotelaria, e pretende entrar no roteiro dos grandes congressos, pelo que no segundo semestre de 2018, passará a dispor de um espaço para este afeito com capacidade para 4 mil pessoas.

Mais do que uma nova agenda de eventos, a iniciativa visa despertar uma atitude colectiva de hospitalidade e suscitar um forte apelo de redescoberta de uma das mais históricas e culturais cidades do país no turismo interno.

Refira-se que, neste âmbito está a ser criada uma iniciativa de marketing territorial, com duas vertentes, interna e externa, promovendo, em ambos os casos a participação da comunidade local, sublinhando os atributos do destino e as suas propostas de experiência mais distintivas.

Da campanha fará parte um conjunto de medidas de envolvimento comunitário. Neste caso estão a ser formados 200 “anfitriões”, entre estudantes universitários e cidadãos seniores, que como voluntários serão uma espécie de guias da cidade. Igualmente, o projecto passa pela renovação e upgrade da agenda de eventos e de promoção nacional e ibérica, segmentada por diversas cidades-alvo, apostando em três eixos: cidade de Viriato (património, mitos e lendas), cidade-jardim (de qualidade de vida e cultura) e cidade vinhateira (enogastronómica).

O autarca lembrou que esta iniciativa “vem afirmar Viseu como uma alternativa e um complemento de destino fora do eixo litoral e dos grandes centros urbanos”, lembrando que Viseu “é uma cidade média, a maior cidade portuguesa fora do litoral, que se quer afirmar ao nível do turismo”, e mostrar que “as cidades médias podem ser destinos turísticos complementares”.

o presidente da Câmara de Viseu referiu que o objectivo deste ‘ano oficial’ é reforçar os bons indicadores que a cidade já apresenta, não apenas no plano turístico (“crescemos a dois dígitos nos últimos dois anos”, salientou), mas também na economia e na cultura.

O Concerto de Abertura do “Ano Oficial para Visitar Viseu”, protagonizado por Rodrigo Leão & Scott Matthew, acontece já esta sexta-feira, num dos mais emblemáticos monumentos da cidade de Viriato, a Sé de Viseu.

Mais informação na próxima edição da Turisver