Walk&Talk potencia turismo cultural nos Açores

O Walk&Talk – Festival de Artes dos Açores é visto pela secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo como uma “aposta ganha”, por levar o nome da região “mais longe” por via da cultura e numa “escala cada vez mais internacional”.

Em Ponta Delgada, na abertura da oitava edição do Walk&Talk, Marta Guerreiro salientou que “visitar os Açores passa, e muito, por viver a sua cultura, sentir as suas pessoas, isto é, mais do que trabalhar para desenvolver um produto em específico, fazer com que os locais e os turistas consigam habitar um espaço que se pretende de partilha, um espaço onde todos fazemos a diferença.

A titular da pasta do Turismo frisou que, “nos últimos oito anos, o Walk&Talk também tem sido parte integrante dessa diferença”, contribuindo para a existência do conceito de “férias criativas”, com um aumento da procura pelos Açores, “não só pela autenticidade do seu património ambiental, enquanto elemento diferenciador de outros destinos concorrentes, mas também como palco de criação de novos objectos artísticos inspirados nas nossas magníficas nove ilhas”.

Na sua intervenção, Marta Guerreiro assegurou que “o crescimento do turismo, que passa pela preservação do ambiente, vê, seguramente, a extensão cultural como um pilar da sua sustentação”, acrescentando não haver qualquer dúvida de que o turista que procura o arquipélago “quer e deve viver a experiência dos Açores a todos os níveis”.