World Travel Monitor: europeus estão a viajar mais para o estrangeiro

Até Agosto de 2019 as viagens ao estrangeiro por residentes na Europa cresceram 2,5%, um abrandamento comparativamente ao crescimento de 5% de 2018. Prevê-se, contudo, um crescimento superior destas viagens em 2020, segundo o World Travel Monitor.

O estudo realizado pela IPK International, a ser apresentado na IBT Berlin 2020, mostra que o crescimento das outbound trips a partir da Europa de Leste foi superior ao da Europa Ocidental. As viagens por turistas russos cresceram 7% nos primeiros oito meses do ano, seguindo-se as a partir da Polónia (+6%) e República Checa (+5%).

No outro lado do espectro encontra-se o mercado alemão, holandês e suíço, com um crescimento de apenas 2%. Itália e França, com +3%, forma também dos países que registaram menos crescimento outbound entre Janeiro e Agosto de 2019. Em termos de destinos eleitos pelos turistas europeus, os que mais cresceram foram os da Europa (+3%). Estados Unidos da América (+3%) e Ásia (+2%).

Dentro da Europa, os destinos que mais cresceram foram Portugal, a Turquia e Grécia, seguindo-se também a Alemanha. Por outro lado, o Reino Unido registou uma queda na chegada de turistas europeus nos primeiros oito meses do ano, uma quebra de 5%. As viagens ao estrangeiro no geral cresceram 3%, com os city breaks (+7%) a ser o segmento que mais cresceu, seguido de viagens de natureza (+5%) e cruzeiros (+5%).

A IPK International prevê que em 2020 as outbound trips por europeus cresçam entre os 3 e os 4%, uma taxa superior à de 2019, ainda que inferior à registada no passado ano de 2018.