WTTC: Para já, nada muda nas viagens

Conhecidos os resultados do referendo que ditam a saída do Reino Unido da União Europeia, o WTTC – World Travel & Tourism Council emitiu um comunicado em que enfatiza que “a curto prazo, as viagens dentro ou à partida do Reino Unido e da União Europeia não vão ser afectadas”.

O WTTC lembra que o Tratado de Lisboa, assinado pelos membros da União Europeia, permite um período de dois anos de negociação a contar da data em que o Reino Unido formalize a sua intenção de saída e que “este período pode mesmo ser alargado mediante acordo de todas as partes”. Durante este período, esclarece o WTTC “a legislação sobre as viagens e turismo vai manter-se inalterada”.

David Scowsill, presidente e CEO do WTTC, sublinhou a propósito que “estamos a entrar num período de incerteza de mercado durante o qual, indubitavelmente, será posta pressão no negócio das viagens e turismo. No entanto, sabemos que o nosso sector é resiliente e esperamos que as viagens de negócios e lazer se sustenham em face a estes desafios”.