1ª Cimeira Ibérica das agências de viagens analisou desafios do sector

A regulamentação europeia, caso da nova Directiva das Viagens Organizadas, a lei sobre Protecção de Dados, as relações com a IATA e as companhias aéreas, a promoção turística de Portugal em Espanha e vice-versa, bem como dos dois países em mercados de longo curso foram analisados na primeira cimeira da Aliança Ibérica de Agências de Viagens.

Neste encontro goram ainda examinadas questões como as jornadas Técnicas da CEAV que se vão realizar nos Açores no próximo ano, e a participação de agentes de viagens e operadores turísticos espanhóis na BTL.

Realizada em Espanha, entre a Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) e a Confederação Espanhola de Agências de Viagens (CEAV), a cimeira da Aliança Ibérica de Agência de Viagens, constituída no início de Abril, visa reforçar e promover a actividade turística e, assim, contribuir para o desenvolvimento do negócio das agências de viagens e da economia dos dois países. A segunda cimeira terá lugar no “Destino Preferido 2018” da APAVT, o Centro de Portugal.

Os representantes das agências de viagens dos dois países tiveram a oportunidade de visitar as cidades de León, Ponferrada e Astorga, tendo sido recebidos em recepção oficial pela Diputación de León.

Para Rafael Gallego, presidente da CEAV, “esses dias foram um reflexo fiel do compromisso que adoptamos em ambas as organizações de trabalhar juntas e coordenadas não só na promoção e desenvolvimento do turismo entre os dois países, mas também nos desafios que o sector enfrenta actualmente”.

Já Pedro Costa Ferreira, presidente da APAVT, sublinhou a importância dessa sinergia para defender os interesses dos agentes de turismo em Espanha e em Portugal. “Tínhamos a noção da importância desta relação com os nossos colegas espanhóis. Reforçámos a promoção dos nossos países, fortalecemos a nossa capacidade de relacionamento com os nossos fornecedores e potenciámos os negócios das nossas agências”.