2013 foi um dos melhores anos da Lufthansa em Portugal

O director-geral da Lufthansa em Portugal, Michael Hutzelmann, fez ontem um balanço muito positivo da actividade da companhia aérea germânica em Portugal no ano passado, afirmando que “2013 foi um dos melhores anos da Lufthansa em Portugal”. “Estamos muito satisfeitos com o mercado português. Em comparação com 2012, o ano passado foi muito bom para a Lufthansa”, afirmou o responsável durante um almoço com a comunicação social. Michael Hutzelmann revelou que, em 2013, a Lufthansa cresceu em passageiros e em ocupação nas rotas portuguesas, com o load factor médio do ano passado a situar-se acima dos 84%, enquanto o número de passageiros terá subido mais um dígito, revelou o responsável, sem querer precisar o número. A diversidade de passageiros foi, de acordo com o director-geral da Lufthansa para Portugal, um dos motivos que explicam o sucesso do ano passado, assim como o aumento das vendas para a região da Ásia-Pacifico, à partida de Portugal. “No ano passado, fomos a companhia número um para a Ásia, à partida de Portugal”, revelou Michael Hutzelmann, apontando Xangai, Hong Kong, Singapura, Pequim e Bombaim como alguns dos destinos mais procurados na Ásia-Pacifico. De acordo com o responsável, a “aposta na Ásia foi o melhor porque permitiu crescer em receitas e rentabilidade”, uma vez que os bilhetes para voos intercontinentais envolvem valores mais altos, o que permite uma maior rentabilidade. I.M.