ABTA: Portugal é o mais beneficiado com as perdas do Norte de África

Segundo a ABTA – Associação Britânica de Agências de Viagens, Portugal é o país que mais está a beneficiar com a quebra dos fluxos turísticos dos britânicos para os países do Norte de África. Mas de uma forma geral, todos os países da zona mediterrânica ocidental vão sair beneficiados este ano.

Com as reservas para férias no estrangeiro a estarem já 6% acima do ano passado no mesmo período, a ABTA está a avisar os consumidores britânicos para anteciparem a compra a fim de assegurarem as férias pretendidas.

Mas dentro deste aumento da procura há vários destinos que se estão a destacar, a começar por Portugal que apresenta um crescimento de 32%. Espanha aparece em segundo lugar no crescimento, com a procura a subir 27%, vindo depois Malta com +15% e Chipre com +14%. Já a Grécia está por enquanto ao mesmo nível de vendas do ano passado.

O aumento de popularidade destes destinos fica em parte a dever-se, segundo a ABTA, à quebra registada na procura de destinos como a Tunísia e o Egipto que continuam a ser desaconselhados pelo Foreign Office. Acresce que os destinos da zona Mediterrânica ocidental oferecem “uma óptima relação preço-qualidade”.

Mark Tanzer, Chief Executive da ABTA sublinha que “o significativo aumento das reservas para férias de Verão no Mediterrâneo Ocidental está também a sentir-se noutros mercados do Norte da Europa, pelo que se torna mais importante do que nunca que todos os clientes façam as suas reservas antecipadamente para que possam obter o melhor “value for money” e assegurem as férias que escolheram”.