Açores desenvolvem site e aplicação móvel para potenciar visitas aos jardins

Um projecto de investigação, que integra uma equipa pluridisciplinar, está a desenvolver uma aplicação móvel para visitas aos jardins dos Açores, bem como uma página na Internet com vista a potenciar o segmento de turismo de jardins no arquipélago.

De acordo com Isabel Albergaria, investigadora responsável pelo projecto “Green Gardens Azores”, cuja entidade promotora é o Observatório de Turismo dos Açores (OTA), em colaboração com a Universidade dos Açores, citada pela imprensa local, o que se pretende é que haja uma possibilidade de investir mais nos jardins e que possam transformar-se em produto turístico. Explicou ainda que a ideia é “lançar as bases para potenciar o turismo de jardins” num arquipélago com grande potencial neste nicho de mercado e que pode ser uma mais-valia para combater a sazonalidade “muito característica” da região.

Este projecto vai ter a duração de três anos, com financiamentos de fundos estruturais e da região, nomeadamente da Direção Regional da Ciência e Tecnologia. Os trabalhos já começaram com a recolha de informação para dar início à inventariação que será feita, inicialmente, num lote relativamente reduzido de jardins públicos e privados, na sua maioria em São Miguel, na Terceira e no Faial, mas podem ser alargadas a mais espaços no futuro.

Este levantamento vai incidir sobre a botânica, equipamentos, a caracterização histórica destes espaços e dos solos, a fauna e avifauna, os levantamentos cartográficos e topográficos, as condições de acolhimento dos visitantes, já que os Açores têm potencial para integrarem redes internacionais de turismo de jardins.