Açores investem mais de 200 mil euros em nova sinalética de áreas protegidas

A colocação da placa vertical do “Monumento Natural do Vulcão dos Capelinhos” esta terça-feira, 9 de Abril, pela secretária Regional da Energia, Ambiente e Turismo dos Açores, Marta Guerreiro, na ilha do Faial, dá início a um processo de substituição da sinalética de todas as áreas protegidas daquela região, num investimento que ronda os 215 mil euros.

Ao todo serão 275, as placas informativas colocadas em todas as ilhas do arquipélago, que conterão informação revista e um novo layout.

Marta Guerreiro sublinhou a mais-valia da classificação do Vulcão dos Capelinhos como Monumento Natural, no contexto da Rede de Áreas Protegidas daquele arquipélago, destacando a “importância geológica” e das visitas ao local.

Para a governante, que assistia à colocação da placa de identificação desta área protegida integrada no Parque Natural da Ilha do Faial, “o acto de hoje é simbólico, um simbolismo que se concretiza com um conjunto de medidas de valorização e salvaguarda do nosso património, neste caso concreto, do Vulcão dos Capelinhos, pelas suas particularidades e identidade vincada, não só nesta ilha, mas nos Açores como um todo”.

Esta classificação surge no contexto do 60.º aniversário da erupção e do 10.º aniversário do Centro de Interpretação do Vulcão dos Capelinhos, que já recebeu cerca de 275 mil visitantes e que, desde 2008, se constitui como um espaço museológico de referência à divulgação deste património ambiental.