Açores: Operação charter dos EUA potencia turismo no Grupo Central

Apresentada sexta-feira, 29 de Julho, a operação charter entre a cidade norte-americana de Boston e a ilha Terceira, iniciada em 2015, vai aumentar para 39 rotações na temporada 2016-217 o que, segundo o secretário Regional do Turismo e Transportes dos Açores, irá potenciar o turismo em todas as ilhas do Grupo Central.

Na apresentação, em Angra do Heroísmo, Vítor Fraga salientou que a operação charter entre os Estados Unidos e a Terceira, tem potenciado o turismo não apenas nesta ilha, mas também em todo o Grupo Central dos Açores. Há cerca de um ano, disse, “o nosso objectivo e a nossa convicção era de que esta operação para a ilha Terceira iria também contribuir para o desenvolvimento não só do turismo da ilha Terceira, mas de todo o Grupo Central”.

Um objectivo que, segundo o governante, está a ser cumprido, dado que “as dormidas de turistas provenientes dos EUA cresceram 49,2% na Graciosa, 175% em São Jorge, 73,1% no Pico e 112% no Faial”. Agora, a nova operação dará continuidade ao trabalho já realizado, permitindo a sua consolidação e maximizando o retorno do investimento efectuado.

A operação terá um total de 39 rotações, potenciando quase 38 mil dormidas, que representam um incremento 17.800 dormidas em relação à operação do ano passado, ou seja, um crescimento de 89%.

Vítor Fraga sublinhou a “dinâmica de crescimento” que o turismo açoriano está a viver, com um aumento de 36% nas dormidas na hotelaria nacional nos primeiros cinco meses deste ano. “No caso específico da Terceira, tem um desempenho fantástico, com um crescimento de 131,6%, ou seja, são mais 54.575 dormidas, totalizando 96.020 dormidas neste período”, destacou mostrando-se convicto de que a expansão da operação charter terá reflexos em todo o Grupo Central.