Aeroporto de Lisboa vai ser abastecido por oleoduto a partir de 2021

O anúncio foi feito esta quarta-feira, 29 de Maio, pelo ministro do Ambiente que avançou que a obra, que representa um investimento da ordem dos 40 milhões de euros, deverá estar concluída no primeiro semestre de 2021.

O ministro do Ambiente e da Transição Energética, João Pedro Matos Fernandes, anunciou a construção de um oleoduto para abastecer o Aeroporto de Lisboa, à semelhança do que acontece com o Aeroporto do Porto. Explicando que este oleoduto vai aproveitar uma conduta de água existente que começou já a ser desactivada, o governante adiantou que a obra vai representar um investimento de cerca de 40 milhões de euros, devendo estar concluída até ao final do primeiro semestre de 2021.

[O oleoduto] vai ser construído, aproveitando a conduta do Alviela, da EPAL, que passa tangente à CLC [Companhia Logística de Combustíveis, em Aveiras] e vai até dois a três quilómetros do aeroporto [de Lisboa]. Está neste momento a ser desactivada”, afirmou João Pedro Matos Fernandes, na comissão parlamentar de Economia, Inovação e Obras Públicas.

Recorde-se que a questão do abastecimento do Aeroporto de Lisboa por oleoduto passou a estar na ordem do dia quando, há cerca de mês e meio, a greve dos motoristas de pesados de matérias perigosas pôs em causa o abastecimento desta infra-estrutura aeroportuária, levando ao cancelamento de vários voos e desvio de outros por falta de combustível.