Agências britânicas podem romper ligações com a Lufthansa

O grupo de gestão britânico Advantage Focus Partnership deixou de cooperar com a Lufthansa, devido à cobrança de 16€ pelas reservas fora dos GDS. Porém, aconselharam as agências de viagens associadas ao grupo ao não quebrar da venda dos seus bilhetes, de modo a evitar possíveis sanções.

O grupo, integrado por mais de 60 agências de viagens britânicas que somam mais de 3.600 milhões de euros em vendas anuais, pôs em marcha a estratégia de não colaboração com a Lufthansa. A medida é uma resposta à cobrança dos 16€ para as reservas fora dos GDS, que a companhia aérea irá iniciar a partir de dia 1 de Setembro.

O Advantage Focus Partnership considera a taxa “inaceitável”, na medida em que prejudicará as agências de viagens e dado o seu possível êxito espalhar-se-á pelas restantes companhias aéreas. Assim, a política assumida pelo grupo inicia “com efeito imediato” e para além da não venda de bilhetes da Lufthansa, passa pela não cooperação em formações, marketing, call center, eventos, fam trips e eventos similares, com as companhia aéreas do grupo Lufthansa.

Contudo, os membros do Advantage Focus Partnership continuarão a venda de bilhetes para voos Lufthansa, conforme o desejo dos seus clientes, com o diálogo com a direcção da companhia aérea a ser feito somente através da oficina central do Advantage. O grupo pretende assim evitar o início de um boicote contra a Lufthansa e sanções que tal poderia trazer.