Agências de viagens estão a fazer tudo para acudir aos turistas portugueses, garante a APAVT

Em comunicado emitido na noite de terça-feira, 17 de Março, a A Associação Portuguesa das Agências de Viagens e Turismo (APAVT) garantiu que as agências de viagens portuguesas estão “a fazer todos os esforços para acudirem” aos turistas portugueses que se encontram no estrangeiro.

“Tal como os agentes de viagens em todo o mundo, os agentes de viagens portugueses estão a fazer todos os esforços para acudirem a esta situação de excepção. A APAVT, que tem acompanhado este trabalho, orgulha-se dos agentes de viagens que representa”, declara a Associação.

O comunicado emitido pela APAVT reporta-se às afirmações proferidas no mesmo dia pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, que apelou às agências de viagens para que não deixem os turistas “sozinhos nestas circunstâncias difíceis”, referindo nomeadamente os turistas portugueses nas Filipinas, Argentina, México e Marrocos.

Perante estas afirmações, a APAVT afirma que “não ‘encontrou’, até à data, qualquer cliente de agências de viagens nas Filipinas que não esteja a ser devida e profissionalmente acompanhado”, acrescentando que um grupo de turistas portugueses nas Filipinas “terá marcado as suas viagens sem o auxílio de uma agência de viagens, circunstância que, como a APAVT vem salientando há muito, prejudica enormemente a qualidade da experiência de viagem, sobretudo em momentos de alteração das circunstâncias dessa mesma viagem”.

A associação refere também que os turistas estão a viver “uma alteração profunda das circunstâncias”, decorrente do encerramento, nos próximos dias, de fronteiras terrestres, portos e aeroportos em vários países e sublinha que “a única certeza que temos neste momento é que, a partir de amanhã, muitos milhares de cidadãos europeus vão ficar retidos um pouco por todo o mundo, incluindo, naturalmente, cidadãos portugueses”.