AHETA: Algarve sobe ocupação em Agosto apesar da quebra de britânicos

Ocupação com uma ligeira subida de 0,5% apesar da quebra e 13,3% registada no mercado britânico e volume de vendas a crescer 1% face ao período homólogo, marcaram o mês de Agosto no Algarve.

Naquele que é o principal mês de férias, o Algarve registou uma taxa de ocupação global média/quarto de 95,0% valor que é apenas sensivelmente superior ao registado no mês homólogo do ano passado (+0,5%), de acordo com os dados divulgados esta quarta-feira pela Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve (AHETA).

O valor global de ocupação atingido pelas unidades de alojamento do Algarve deixa transparecer que a região está a conseguir, pelo menos durante a época de Verão, compensar com outros mercados as quebras que têm vindo a verificar-se nos mercados britânico e irlandês e que a AHETA tem vindo a apontar como sendo uma consequência do Brexit.

Agosto não foi excepção no comportamento que estes dois mercados têm vindo a ter nos últimos meses, já que a quebra no número de turistas britânicos foi de 13,3%, enquanto o mercado irlandês baixou 15,8%.

A compensar estas quebras estiveram, principalmente, os mercados nacional, que registou um crescimento homólogo de 13,2%, o francês com um aumento expressivo de 21,7% e também o mercado espanhol cujos números reflectiram uma subida de 18,5% face ao mês de Agosto do ano passado.

A AHETA avança ainda que, desde o início do ano, a taxa de ocupação quarto regista uma descida de 1,5% face ao período homólogo do ano passado, enquanto o volume de negócios apresenta um aumento acumulado de 3,2%.