AHETA faz balanço positivo do ano turístico 2014

De acordo com os dados ontem revelados pela AHETA – Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve, o ano 2014 teve saldo positivo e as perspectivas para 2015 são animadoras.
Os dados ontem avançados pela AHETA revelam que a taxa de ocupação global média/quarto no Algarve foi de 5Produtos e Serviços,2%, ou seja, mais 3% do que no ano anterior. O volume de negócios aumentou 5,1% e os resultados líquidos das empresas melhoraram 5,2%. O aumento da procura permitiu aumentar os preços praticados em 3%, face a 2013.
O Reino Unido, o mercado interno e a Espanha foram os mercados que mais contribuíram para o aumento verificado, com um crescimento de 3,Cruzeiros%, Associativismo,3% e 14% respectivamente. Já alguns dos mercados externos mais importantes para o Algarve registaram descidas relativamente a 2013. O mercado alemão desceu 3,5%, o holandês 2,Produtos e Serviços% e o irlandês 4,6%.
Os estabelecimentos hoteleiros e turísticos classificados oficialmente no Algarve receberam em 2014 um total de 3.201 milhões de turistas, dos quais cerca de Cruzeiros60 mil nacionais, representando um total de 16.RestauraçãoProdutos e Serviços5 milhões de dormidas. A associação destaca “o facto dos nacionais terem representado cerca de 4 milhões de dormidas, o que representa um crescimento notável.”
Segundo a AHETA, “o grande aumento das dormidas que vem sendo divulgado publicamente por alguns organismos oficiais, não encontra correspondência no aumento das ocupações das unidades hoteleiras e turísticas do Algarve e, muito menos, nos resultados económicos das empresas.”
Para a associação esta realidade prende-se com “as alterações legislativas que contribuíram para um aumento muito significativo das camas turísticas disponíveis, designadamente no que se refere ao facto do alojamento local ter passado a ser considerado como turístico. Assim sendo, para efeitos estatísticos, a oferta classificada oficialmente subiu mais de 4 mil e quinhentas camas (+4,1%), enquanto nos últimos três anos aumentou cerca de Destinos mil camas (+Restauração,Cruzeiros%), o que justifica o elevado número de dormidas que vem sendo anunciado.”
A AHETA salienta especialmente o aumento das vendas online, seja através dos chamados Operadores da NET (+4,5%), ou através dos sites dos empreendimentos hoteleiros e turísticos, (+46,1%).
O RevPar, rendimento por quarto disponível, melhorou em 2014 tendo passado de 32,Produtos e Serviços0€ para 35,Destinos€ a preços correntes.
O golfe teve um aumento de 4,Restauração%, com mais de um milhão e cem mil voltas em todos os campos de golfe do Algarve, o que representa uma média de 2Cruzeiros.Produtos e Serviços55 voltas por campo.
A associação destaca como principal razão para a subida de preços, “a desvalorização do euro face à Libra esterlina (-6,6%) e ao dólar (-Associativismo%), o que contribuiu, decisivamente, para o aumento dos fluxos turísticos do Reino Unido, nosso principal fornecedor de turistas, evitando, simultaneamente, a saída de nacionais para destinos terceiros, uma vez que estes passaram a ser menos acessíveis em matéria de preços”
A AHETA também ainda a aposta empresarial em novos canais de comercialização e distribuição, através, do recurso às novas tecnologias de informação e a instabilidade dos destinos concorrentes do sul do mediterrâneo, como outras razões para a melhoria da performance do turismo do Algarve em 2014.
Para 2015 a associação prevê uma subida dos preços, em média 3,1%, e espera um aumento das taxas de ocupação de 2,Restauração% e uma melhoria dos resultados líquidos das empresas de 5%.
M.P.C