AHP estima melhor performance em todos os indicadores da hotelaria nacional

A hotelaria nacional tem muito boas perspectivas em relação ao ano de 2017. Os resultados de um inquérito da AHP indicam que 91% dos hoteleiros estimam uma melhor performance em todos os indicadores.

A análise revela ainda que 90% dos inquiridos espera melhores resultados totais e de alojamento, com destaque para as unidades hoteleiras da Madeira e dos Açores. Já em relação à taxa de ocupação, os mais optimistas são os hoteleiros dos Açores e do Centro, e quando questionados sobre o preço médio por quarto ocupado e sobre o RevPar, todas as regiões partilham a previsão de crescimento.

De acordo com o inquérito, os melhores meses continuarão a ser o Agosto, o Setembro e o Julho, e os piores deverão ser o Janeiro, o Fevereiro e o Dezembro. Relativamente aos mercados as respostas apontam para o nacional em primeiro lugar, seguido do espanhol e do francês, enquanto aos segmentos de mercado, as expectativas recaem sobre o MICE, o turismo sénior e o turismo acessível.

O inquérito perguntou também sobre os principais constrangimentos à sustentabilidade do negócio. As respostas recaem sobre os custos de energia, dependência dos operadores online e o quadro fiscal.

Convidados a analisar as oportunidades dos mercados emissores, os hoteleiros inquiridos referiram-se aos Estados Unidos, França e China.