Já há fornecedores a ajudar hotéis que recebem profissionais de saúde

Altice Portugal, EDP, ENDESA, EPAL, GALP, NOS e Vodafone são as empresas fornecedoras de utilities e telecomunicações que se uniram à Associação da Hotelaria de Portugal no sentido de melhorarem a estada dos profissionais de saúde nos hotéis durante a pandemia.

Vários foram já os hotéis associados da AHP que reponderam afirmativamente ao pedido de reabertura das suas portas para receberem profissionais de saúde deslocados das suas casas ou que nelas não podem ficar para não colocarem em risco as suas famílias. A estada destes profissionais nas unidades hoteleiras é, evidentemente, gratuita, pelo que, no sentido de viabilizar a adesão dos seus associados a esta iniciativa, a AHP abordou as principais empresas fornecedoras de utilities e telecomunicações para que aos hotéis, durante o período da estadia destes profissionais de saúde, não lhes sejam cobrados esses serviços, nas condições definidas com cada fornecedor.

A esta iniciativa juntaram-se já, até ao momento, a Altice Portugal, a EDP, a ENDESA, a EPAL, a GALP, a NOS e a Vodafone, mas a AHP pretende ainda envolver outras empresas fornecedoras destes serviços.

Cristina Siza Vieira, CEO da AHP, sublinha que “neste momento tão difícil para as empresas hoteleiras é-lhes impossível suportarem sozinhas os elevados custos inerentes à operação, mesmo que parcial, dos hotéis, que já se encontram encerrados por quebra total de actividade. Contactámos então os CEOs ou presidentes das principais empresas de utilities e telecomunicações, que imediatamente se disponibilizaram para que, durante o tempo em que os profissionais de saúde estiverem alojados nos hotéis aderentes a esta iniciativa, lhes sejam fornecidos esses serviços gratuitamente. Apesar do período muito difícil que atravessamos, é muito gratificante ver a resposta imediata dos nossos associados e dos parceiros, juntos não só nos bons ciclos, mas também na adversidade”.

Esta não é a única iniciativa solidária em que a Associação da Hotelaria de Portugal está neste momento envolvida. A entidade associou-se ao movimento #tech4COVID19 e à plataforma RoomsAgainstCovid, onde é responsável por fazer a ponte com os hotéis. Através do seu site de reservas hoteleiras, Click2Portugal, está a fazer o levantamento da disponibilidade de quartos de hotéis para profissionais de saúde.

Fica, por isso, o apelo da AHP aos hoteleiros: “Caso tenha uma unidade hoteleira e queira receber profissionais de saúde aceda ao formulário e indique a sua disponibilidade”