AHP: taxa de ocupação subiu em Novembro

Pela primeira vez desde Maio de 2019, a taxa de ocupação na hotelaria nacional subiu, em concreto 0,6 pontos percentuais, fixando-se nos 60% no passado mês de Novembro de acordo com os dados do AHP Tourism Monitors.

Em Novembro, no indicador da taxa de ocupação é dado destaque ao crescimento dos destinos Estoril/Sintra (+5,85 p.p.), Costa Azul (+5,3 p.p.) e Minho (+5,08p.p.). Já o preço médio por quarto ocupado manteve-se inalterado face ao mesmo mês de 2018, fixando-se nos 76€, destacando-se a subida do Minho (+16%), Estoril/Sintra (+10%) e Aveiro (+8%).

O RevPar fixou-se nos 45€, mais 1% face ao período homólogo. Em termos absolutos, Lisboa foi o destino com o RevPar mais elevado, de 87€, seguindo-se o Grande Porto com 50€. Por categorias, são hotéis de 5 estrelas os que apresentam o maior crescimento homólogo em TO (+3 p.p.), sendo os de 2 estrelas os que mais cresceram no preço médio por quarto ocupado (+9%).

Relativamente aos dados de Novembro, Cristina Siza Vieira, CEO da AHP, afirma que “uma situação que nos continua a preocupar é a do destino turístico Madeira, que este mês volta a registar uma quebra bastante acentuada na TO, de menos 7,58 p.p., o que impactou no RevPar da hotelaria da região, que decresceu 10%”.