AHRESP: medidas anunciadas pelo Governo “são insuficientes”

A Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal considera que as medidas anunciadas pelo Governo são insuficientes, não obstante demonstrarem um esforço no sentido de acompanharem as propostas da AHRESP.

Assim, em comunicado, a Associação urge que as propostas por si apresentadas ao Governo “sejam definitivamente adoptadas, com aplicação imediata, permitindo assim que a economia nacional não pare, mantendo vivos os sectores da restauração e do alojamento, fundamentais na estabilização da nossa economia”.

Face ao agudizar da crise, a AHRESP entregou ao Governo, a 26 de Março, um conjunto de novas medidas de apoio à restauração e bebidas e ao alojamento turístico. Nas medidas consta o reforço da comparticipação pública no regime do lay off simplificado, e novas condições para a tesouraria das empresas, que não provoquem um endividamento estrangulador e insustentável no cenário pós-crise.