Algarve com resultados históricos em 2019

O Algarve apresenta um balanço turístico positivo relativamente ao ano de 2019, em que continuou a ser a região com a maior quota de dormidas do país (30% do total), e a única a acolher mais de 20 milhões de dormidas.

Em termos absolutos, os dados preliminares divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística mostram que a região atingiu números históricos de 20,95 milhões de dormidas (+2,5%), 5,07 milhões de hóspedes (+7,2%) e de 1,23 mil milhões de euros de proveitos totais (+7,2%). A procura manteve-se positiva em todos os meses, com o número de hóspedes a aumentar entre Janeiro e Dezembro, com uma excepção residual em Outubro.

Considerando a evolução das dormidas ao longo do ano, os meses de Verão foram os que registaram maior número de dormidas no Algarve, apesar de se verificar uma redução da taxa de sazonalidade no destino em quase todos os meses de menor procura. Em 2019, Janeiro fechou com um crescimento de 8% face ao mesmo mês do ano anterior, Fevereiro com +1,2%, Abril com +13,6%, Novembro com +7,8% e Dezembro com +9%.

O mercado interno totalizou 1,47 milhões de hóspedes, crescendo 8,5% em comparação com 2018. Os turistas estrangeiros registaram um total de 3,59 milhões de hóspedes, um aumento de 6,7%. Os turistas oriundos do Reino Unido atingiram os 1,19 milhões (+7,1%), ao passo que os maiores crescimentos na emissão de hóspedes foram registados no mercado italiano (+26,8%), brasileiro (+26,5%) e dos Estados Unidos da América (+19,8%).

Relativamente aos resultados da actividade turística no Algarve referentes a 2019 João Fernandes, presidente da Região de Turismo do Algarve, sublinha que “conseguimos um bom desempenho no mercado britânico, graças a estratégias estruturadas de antecipação do Brexit, conquistámos uma maior procura junto de mercados emissores de grande relevo mundial como o Brasil e os EUA, registámos um crescimento de hóspedes ao longo de todo o ano, em reflexo da forte aposta da região na diversificação da oferta turística”.