Algarve lançou Observatório para o Turismo Sustentável

A Região de Turismo do Algarve (RTA) lançou esta quinta-feira, 14 de Março, na Bolsa de Turismo de Lisboa, o Observatório Regional para o Turismo Sustentável, um instrumento operacional que visa estudar, analisar e monitorizar o desempenho turístico do destino nas áreas da sustentabilidade económica, social e ambiental.

“Um passo importante no sentido da sustentabilidade do nosso destino”, foi assim que João Fernandes, presidente da Região de Turismo do Algarve, classificou o lançamento do Observatório Regional para o Turismo Sustentável, tendo acrescentado que “este é o melhor caminho para as novas gerações” e a “escolha daqueles que nos procuram”.

Conforme foi explicado na apresentação, este Observatório irá dotar a RTA de conhecimento específico e detalhado sobre a região, o qual servirá de apoio à definição da estratégia e apoiará o desenvolvimento e a competitividade turística, ao mesmo tempo que assegurará a preservação e valorização da identidade, património e valores locais.

Fundamental é o facto deste Observatório ir ser será submetido à Organização Mundial de Turismo para que possa integrar a Rede Internacional de Observatórios para o Turismo Sustentável e, desta forma, levar “importantes ganhos de imagem e notoriedade para a região”.

Contando com o apoio do Turismo de Portugal, o novo instrumento, que vai ser desenvolvido em parceria com a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve (CCDR Algarve) e a Universidade do Algarve (UAlg), está em linha com os objectivos de estudo e monitorização contemplados na Estratégia Turismo 2027, como aliás sublinhou Luís Araújo, presidente do Turismo de Portugal.

“Esta é uma das medidas da Estratégia Turismo 2027 que visa posicionar o destino a nível de competitividade e sustentabilidade. A sustentabilidade dos destinos turísticos é uma prioridade absoluta da política de turismo em Portugal”, afirmou o responsável, que destacou também que “a futura integração deste Observatório na rede de Observatórios da OMT colocará Portugal como o único país europeu com dois observatórios na rede (depois do Alentejo), que já integra projectos de Espanha, Grécia e Itália”.

Esse mesmo orgulho manifestou a secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, ao afirmar ser este um “projecto que mais uma vez nos fará ganhar aos nossos concorrentes internacionais” e que “nos fará ser uma referência internacional” no que toca ao turismo sustentável. Frisou também que “ainda a semana passada fomos eleitos o destino da Europa mais sustentável, ainda sem termos o Observatório do Algarve a funcionar”, pelo que, agora, Portugal será ainda mais um exemplo nesta matéria.

Ana Mendes Godinho apelou também aos empresários para que utilizem as linhas de financiamento à sua disposição para tornarem a sua oferta mais sustentável.