Algarve tem expectativa positiva para o mercado britânico

As dormidas de turistas britânicos no Algarve estão a crescer e João Fernandes, presidente da Associação Turismo do Algarve e da RTA, avança que “falando [na WTM] com operadores turísticos, OTAs e companhias aéreas, nota-se que a expectativa para o futuro é positiva”.

Para João Fernandes, que falava ao turisver.com no decorrer do World Travel Market, em Londres, o crescimento acima dos 2% de britânicos prende-se com o trabalho que tem vindo a ser desenvolvido pela região e “por uma afinidade que o mercado tem pelo Algarve e por Portugal no geral”. Para o futuro o que se pretende é “consolidar a procura existente”, e “temos bons indicadores de que vamos consolidar estes bons resultados que estamos a ter”.

As expectativas positivas prendem-se com o potencial da aposta da easyJet Holidays no destino Algarve, sendo que “das reuniões que tivemos é essa informação que resulta, como um destino onde querem crescer a sua ocupação”. Também com a actividade de players que agarraram a operação da Thomas Cook, como a Jet2. “A Jet2 é uma companhia que tem vindo a trabalhar muito com o Algarve, e que nos brinda com muitas ligações aéreas e uma ocupação robusta, o que nos indica um potencial de crescimento que pode ser interessante”, exalta.

Para o próximo ano, o único contratempo que acautela é a possibilidade de um atraso nos early bookings, relacionado com as eleições marcadas para Dezembro e um adiamento do Brexit até final de Janeiro de 2020. No WTM, o Algarve esteve “a reforçar as relações que temos com grandes players da distribuição e ajustar os planos anuais de promoção, tendo por base aquilo que é a nossa estratégia”, a busca de “mais procura e mais valor, sobretudo ao longo de todo o ano”.

*Leia a reportagem completa do WTM 2019 na edição de Novembro da Turisver