Alimentaria & Horexpo vai mudar de nome

Em causa está a cessação do contrato de parceria com a Alimentaria Barcelona, que depois de 28 anos chega agora ao fim, não estando prevista a renovação do mesmo.

A informação foi avançada esta quarta-feira, 17 de Abril, pela directora de Feiras, Fátima Vila Maior, durante o balanço do certame que decorreu no final de Março, na FIL, no Parque das Nações, e que este ano reuniu três salões: Alimentaria Lisboa, Horexpo e Tecnoalimentaria.

Fátima Vila Maior acrescentou ainda que com a ampliação da FIL no Parque das Nações, anunciada pela Fundação AIP durante a Bolsa de Turismo de Lisboa, no ano em que completa 20 anos de existência naquela localização da cidade, é necessário repensar a Alimentaria e o seu rebranding e daí estarem a auscultar as opiniões de parceiros do sector alimentar nacionais e internacionais.

“Penso que uma feira destas tem de ser feita com base em parcerias e pontes com players portugueses e internacionais”, refere a mesma responsável, acrescentando que “a nossa relação com a Alimentaria Barcelona será sempre importante e passará, se calhar, por uma parceria, não de co-organização, mas provavelmente poderemos ter aqui um entendimento face ao mercado espanhol”.

O que ainda não se sabe também é que nome terá esta, que é considerada uma das feiras mais importantes do sector em Portugal, assim como a sua periodicidade.

“Neste momento está tudo em aberto”, referiu a mesma responsável, adiantando, no entanto, que num inquérito para visitantes profissionais nacionais e internacionais realizado pela primeira vez este ano na Alimentaria & Horexpo 2019, e que incluiu 478 inquiridos, 57% refere que a feira dever-se-ia realizar anualmente, contra 31% que diz que a mesma devia continuar com o formato actual (2 em 2 anos).