Amorim Turismo regressa aos investimentos

Depois de alguns anos de interregno “por falta de dinheiro”, a Amorim Turismo regressa aos investimentos com a modernização de um terço de “slot machines”, do Casino da Figueira da Foz. São 1,92 milhões de euros para cem novas máquinas de tecnologia avançada, incluindo a três dimensões.

Ao Turisver.com, Jorge Armindo, presidente da Amorim Turismo explicou que a empresa “passou por uma reestruturação financeira, através da renegociação com os bancos”, permitindo agora investir, acrescentando que “tanto a Amorim Turismo como a Sociedade Figueira Praia estão em completa normalidade”.

Numa reunião com os jornalistas, que teve esta segunda-feira lugar no Altis Grand Hotel, em Lisboa, o responsável contou que este novo investimento “prevê registar um acréscimo de 7% nas suas receitas em 2016”, face aos 14 milhões que o Casino da Figueira “deverá registar no corrente exercício, o que representa um aumento de 1,5% em relação a 2014”. Um regresso a terreno positivo “nas receitas, após uma queda de 40 por cento”.

O investimento poderá ser visto a partir deste sábado, 21 de Novembro e para ajudar na procura “é preciso colocar a Figueira da Foz no mapa, porque sendo uma zona turística, não tem a promoção que deveria”, disse Jorge Armindo.

Outra das estratégias passa por máquinas de “baixa nominação”, com apostas a partir de 1 cêntimo. “Não queremos que seja um casino muito agressivo, onde só é possível fazer apostas muito altas”, explicou o presidente da Amorim Turismo, embora sem precisar a percentagem que cada tipo de máquina ocupa na oferta global de 300 aparelhos.