ANA entrega em Abril Estudo de Impacte Ambiental do aeroporto do Montijo

Fonte da ANA – Aeroportos de Portugal disse à Lusa que o Estudo de Impacte Ambiental sobre o aeroporto complementar do Montijo está em conclusão e será entregue à Agência Portuguesa do Ambiente até ao final da segunda semana de Abril.

Respondendo à Lusa, a mesma fonte sublinhou que “apesar de não haver nenhum prazo”, a ANA está “a fazer o necessário para entregar brevemente o Estudo de Impacte Ambiental à Agência Portuguesa do Ambiente, correspondendo, assim, à estimativa apontada no início do ano”.

A notícia veiculada acrescenta ainda que a mesma fonte garantiu que tem estado a ser realizado um trabalho profundo “em conjunto com várias entidades” e que “a ANA não se poupará a esforços para assegurar” que o referido estudo “integra todos os elementos que suportem uma decisão sustentada”.

Recorde-se que a ANA e o Estado assinaram, no passado dia 8 de Janeiro, o acordo para a expansão da capacidade aeroportuária de Lisboa, que prevê um investimento de 1,15 mil milhões de euros até 2028 e inclui a extensão do aeroporto de Lisboa e a transformação da base aérea do Montijo.

Na altura, o então ministro do Planeamento e das Infra-estruturas, Pedro Marques fez referência às autorizações ambientais em falta, garantindo que “nenhum aeroporto começará a ser construído sem as competentes autorizações ambientais e sem que todas as medidas mitigadoras e compensatórias sejam definidas e assumidas”.

Dias antes, a 4 de Janeiro, o governante tinha dito à comunicação social, em Mangualde, que “o estudo de impacto ambiental está a ser concluído pela ANA – Aeroportos” e que a informação que tinha da parte da empresa era a de que o mesmo seria “entregue no primeiro trimestre de 2019”.