APHORT: Cancelamento de rotas da TAP é “oportunidade” para o Norte

A APHORT – Associação Portuguesa de Hotelaria, Restauração e Turismo considera que “o cancelamento das rotas deficitárias da TAP deve ser considerado uma oportunidade para a região Norte”.

Em comunicado ontem divulgado, a APHORT afirma que “não partilha do discurso pessimista que tem vindo a ser adoptado pela opinião pública em geral face ao recente anúncio feito pela TAP relativamente ao cancelamento daquilo a que a companhia classificou como “rotas deficitárias”.

Na medida tomada pela companhia, a Associação diz não ver um sinal de que a TAP está a desistir do Porto e Norte de Portugal “até pelo facto da companhia ter divulgado igualmente, há pouco tempo, a duplicação do número de voos entre Lisboa e Porto a partir do próximo mês de Março, uma decisão que traz benefícios óbvios para a região”. E mesmo que esta fosse a opção da empresa, a Associação considera que “a região e o turismo do Porto e Norte não estão reféns nem totalmente dependentes da actividade da TAP”.

Assim, continua o comunicado, o cancelamento de algumas rotas à partida do Porto “deverá ser encarado como uma oportunidade e um desafio para que outras companhias aéreas se expandam ainda mais, competindo ao aeroporto Francisco Sá Carneiro e aos agentes turísticos deste destino, entre os quais a Associação se inclui, criar e desenvolver um conjunto de estímulos e de condições vantajosas, capazes de despertar o interesse e de captar novas companhias e novas rotas, tornando a região um destino rentável e atractivo.”