ARAC está preocupada com o Brexit, diz Joaquim Robalo de Almeida

Para 2019, a ARAC perspectiva um “ligeiro crescimento” face ao ano passado mas a Associação dos Industriais de Aluguer de Automóveis sem Condutor, olha com preocupação para o Brexit, principalmente se não houver acordo, sublinhou ao Turisver.com Joaquim Robalo de Almeida, secretário-geral da ARAC.

Em conversa com o Turisver.com, o secretário-geral da ARAC confessa que a Associação está a seguir com muita atenção todos os desenvolvimentos relativos ao Brexit. Assumindo que “estamos preocupados com o Brexit”, diz mesmo que “quem não estiver preocupado ou anda distraído ou não sabe o que está a fazer”. A justificação para esta preocupação é simples: “posso dizer que no que toca à região do Algarve, o Reino Unido representa mais de 50% da procura pelos serviços de rent-a-car”.

Robalo de Almeida junta-se a todos aqueles que ainda esperam que o Reino Unido venha a permanecer na União mas, como isso poderá não acontecer, faz votos para que “se houver saída que seja uma saída ordenada e que nós estejamos preparados para ela, o que parece acontecer”.

Mais optimistas são as perspectivas da ARAC para o corrente ano, seja para a Páscoa que se aproxima como para o Verão. Começando pela Páscoa “em termos de reservas e atendendo aos elementos estatísticos que possuímos neste momento, é que haver um ligeiríssimo crescimento da procura em relação ao ano passado”.

Já quanto ao Verão “as perspectivas, para já, são positivas mas tudo poderá alterar-se se houver uma hecatombe como um Brexit sem acordo”. Se isso não acontecer “tudo aponta para que 2019 seja um ano na linha de 2018, eventualmente com um ligeiro crescimento”.