Associações apresentam agenda 2020-2025 no Congresso da APECATE

De 6 a 8 de Fevereiro, a Universidade do Algarve recebe o 8º congresso da APECATE. Desde a agenda para os próximos cinco anos até à sustentabilidade, passando pela promoção turística, muitas vão ser as temáticas em análise.

Após a sessão de abertura que será presidida pela secretária de Estado do Turismo, Rita Marques, e da intervenção de Sampaio da Nóvoa, embaixador de Portugal na UNESCO, o primeiro painel, subordinado ao tema “Turismo e Democracia” que dá mote ao congresso, vai contar com a intervenção de representantes de várias entidades associativas do sector (AHRESP AHP, APAVT, ALEP e, claro, APECATE) que ali deixarão nota da sua visão para o sector nos próximos cinco anos.

A tarde do primeiro dia de trabalhos começa com uma sessão sobre o “Digital – dependência vs oportunidade” a que se seguirá o painel  “Promoção de destino – eventos e animação turística como factores de qualificação e diferenciação”, onde será deixado claro que os empresários das áreas de animação turística e dos eventos ainda não têm o reconhecimento que lhes é devido. Também aqui se abordará o entrosamento entre estas duas áreas que, segundo a APECATE, “dinamizam as economias locais” e se falará da forma de aprofundar o contributos destes segmentos para a qualificação e diferenciação do destino.

Na sexta-feira, 7 de Fevereiro, o dia começa com um painel sobre “Fiscalidade – as agruras do empresário”, prosseguindo com uma sessão sobre “Sustentabilidade – boas práticas”. Como prevenir o overtourism, a importância das certificações ambientais e a relação entre sustentabilidade e políticas de promoção, vão ser alguns dos temas que estarão em cima da mesa.

A seguir ao almoço iniciam-se as sessões temáticas. Na secção de Congressos e Eventos estará em análise o tema “Eventos – um sector em autogestão ou a urgência de uma estratégia sectorial”, enquanto na secção de Animação Turística, o tema em análise será “Ordenamento e delegação de competências – A realidade do Algarve”.

Antes da sessão de encerramento que contará com a presença do presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo, haverá ainda tempo para a sessão “um outro olhar”.