Autocarros de turismo parados devido ao Coronavírus

“As empresas de transportes de passageiros afectas ao turismo estão já a enfrentar graves dificuldades financeiras devido aos cancelamentos de serviços de transporte, provocados pelo Coronavírus”, afirma o presidente da Associação Rodoviária de Transportadores Pesados de Passageiros.

José Luís Carreira explica que “a angústia e o desespero provocados pela incerteza quanto ao presente e futuro próximo da actividade, originada por esta pandemia, está a levar as empresas a equacionar a extinção de postos de trabalho, ou mesmo o eventual encerramento”.

A ART representa mais de 2.500 trabalhadores, 2.000 veículos e um volume de facturação superior a 150 milhões de euros, em 2019. O presidente da Associação admite que está em risco “o pagamento de salários e também os compromissos com a Banca e Estado estão agora em causa”.

Desta forma, a ART e empresas por si representadas reclamam “medidas urgentes, adequadas ao sector, para minimizar o impacto desta paragem forçada”. José Luís Correia atesta que “urge valorizar e reconhecer o papel preponderante da actividade de transporte de passageiros em autocarro, na economia em geral, e no turismo em particular”.