Benidorm apresenta queda nas dormidas de britânicos

Segundo dados relevados na passada quinta-feira pela HOSBEC – Associación Empresarial Hotelera de Benidorm y la Costa Brava referentes a Dezembro de 2018, este destino registou um declínio de 8% nas dormidas de turistas provenientes do Reino Unido.

Ainda assim, as dormidas de turistas britânicos em Benidorm continuam a representar o maior share no mercado internacional. No passado mês de Dezembro, 41,7% dos turistas estrangeiros que pernoitaram neste destino são britânicos, com os turistas belgas a ocupar o segundo lugar com 3%, enquanto 50,1% dizem respeito ao mercado interno.

Foi o crescimento do turismo interno em Benidorm, de 494.000 para as 5,3 milhões de dormidas, bem como o aumento em 17% na recepção de turistas portugueses, que permitiu contrabalançar a queda de chegada de turistas do Reino Unido. Assim, o destino fechou o ano de 2018 com uma ocupação média de 84,3%, o segundo melhor resultado dos últimos 15 anos.

A queda de 8% nas dormidas de turistas britânicos é justificada pela competição com países como a Turquia e o Egipto, a redução da capacidade aérea e a primazia da escolha por apartamentos para o alojamento durante a estadia no destino.

Antonio Mayor, presidente da HOSBEC, atesta que “apesar da pressão de destinos rivais, como a Turquia e Egipto, estamos muito satisfeitos com os resultados obtidos em Benidorm”, para acrescentar que “poucos destinos podem apresentar esta solvência. Qualquer empresário da indústria de viagens ficaria feliz com resultados garantidos como estes para os próximos 10 anos”.