Bloco de Esquerda: Propostas eleitorais para o Turismo

Reverter a privatização da ANA, imposição de limites ao alojamento local e suspensão do Revive, são algumas das propostas inscritas no programa eleitoral do Bloco de esquerda, onde o turismo não tem direito a nenhum capítulo ou sub-capítulo exclusivo.

Preocupado com a “falta de capacidade aeroportuária na região de Lisboa”, mas também com a solução Montijo pelos “graves impactos ambientais na fauna e na flora” e “ao nível do ruído em zonas densamente povoadas”, o BE aponta como solução a reversão da privatização da ANA – Aeroportos de Portugal.

Apontando o dedo ao turismo, e à especulação imobiliária, que responsabiliza pela pressão que têm vindo a colocar sobre o arrendamento habitacional,

o BE preconiza a “limitação do Alojamento Local” com “imposição de quotas máximas por zona urbana” e impedindo novos licenciamentos em zonas sobrecarregadas”.

Já no âmbito em que o Turismo se relaciona com o Património, o BE defende a “suspensão do Programa Revive” por entender que “o Ministério da Cultura assumiu-se como sucursal do Ministério da Economia para a política turística”.