Bom Jesus sensibiliza Governo para chegar a património da Unesco

A Confraria de Bom Jesus do Monte pediu à secretária de Estado do Turismo, Ana Mendes Godinho, durante a visita que a governante fez esta terça-feira ao Minho, que interceda junto do Governo para que a escolha final do nome para levar à Unesco Internacional, recaia sobre o Bom Jesus.

“O Bom Jesus integra a lista indicativa nacional, esperamos que o governo, neste caso o Ministério dos Negócios Estrangeiros, leve como indicação à Unesco, em Paris, o Bom Jesus a Património da Humanidade”, manifestou Varico Pereira, vice-presidente da Confraria do Bom Jesus, a Ana Mendes Godinho que visitou o Bom Jesus, no âmbito de uma visita de deputados socialistas eleitos pelo círculo de Braga, numa jornada dedicada ao Turismo na região, enquadrada numa acção mais abrangente que pretende chamar a atenção para as ‘Potencialidades do Território’. Para o responsável, agora está nas mãos do Governo a indicação de um monumento português para a Unesco Internacional.

Varico Pereira lembra que para chegar a este momento foram investidos 18 milhões de euros em obras de reparação e restauro no Santuário, que, “foram preponderantes para integrar a lista indicativa da Comissão Nacional da UNESCO.

A confraria apresentou ainda uma nova candidatura à CCDR nesta área do património cultural, num investimento aproximado de 2 milhões e 400 mil euros que contempla uma intervenção no interior da Basílica, nas seis capelas que falta intervir no escadório e a criação de um centro de memória do Bom Jesus. A criação de um novo espaço  de acolhimento ao turista do Elevador, é outro projecto em carteira, mas que não está contemplado nesta candidatura.

Na ocasião, a secretária de Estado do Turismo reafirmou a aposta do Governo no sentido de “promover o turismo religioso e cultural, que representa um dos factores importantes de atractividade do país, ao qual temos que dar cada vez mais atenção e trabalharmos em conjunto para conseguirmos passar uma mensagem comum e ganharmos escala”.