Booking.com vai modificar cláusulas de paridade

A informação foi veiculada ao Turisver.com pelo Fórum Turismo 2.1 que tem acompanhado de perto a situação do processo de denúncias por parte de redes hoteleiras francesas face ao comportamento da Booking.com no mercado.
De acordo com a informação do Fórum Turismo 2.1 “a autoridade da concorrência francesa, actuando conjuntamente com a Comissão Europeia e as suas congéneres italiana e sueca, obteve da Booking.com extensos compromissos – a partir de 1 de Julho e pelo prazo de 5 anos – para estimular a concorrência entre plataformas de reservas online e restituir aos hotéis liberdade em matéria comercial e de fixação de preços. Na sequência de um processo aberto pelas denúncias das principais associações hoteleiras francesas e pela Accor, a Booking.com comprometeu-se a modificar as cláusulas de paridade tarifária bem como a suprimir qualquer cláusula que imponha obrigações de paridade em termos de disponibilidade de quartos ou de condições comerciais. A eliminação das cláusulas não se restringe às plataformas concorrentes, mas também a canais directos off-line de hotéis e alguns de seus canais online. Assim, podem os hotéis praticar livremente preços mais baixos e / ou melhores condições de negociação em plataformas concorrentes da Booking.com, inclusivamente alocar-lhes um maior número de noites. De igual modo, os hotéis podem oferecer preços mais baixos no seu canal de vendas off-line (reserva na recepção, por telefone, fax, e-mail, mensagens instantâneas ou nas instalações das agências de viagens etc.) na condição de esses preços não serem publicados no site do hotel. Os preços inferiores aos da Booking podem também ser oferecidos aos clientes do hotel com programas de fidelização”.