Brexit: este ano nada muda para os viajantes europeus

O Reino Unido quer continuar a receber turistas da União Europeia, para o que o VistBritain tem difundido notas explicativas dando conta de que nada muda este ano e vai lançar uma campanha promocional tendo os europeus como target. Também a ABTA tem actualizado a sua informação sobre o Brexit dando confiança aos viajantes europeus.

Efectivada a de Janeiro, a saída do Reino Unido da União Europeia, não vai provocar para já nenhuma alteração no que toca às viagens dos cidadãos europeus para o “reino de sua majestade”. Vários organismos britânicos, como o VisitBritain, responsável pela promoção do destino no exterior e a ABTA, a associação das agências de viagens, têm vindo a lançar informações sobre o Brexit, no sentido de tranquilizar os europeus que pretendam viajar para o Reino Unido no pós-31 de Janeiro.

Dois terços do total de turistas que o Reino Unido recebe anualmente são oriundos da Europa e o organismo nacional de turismo VisitBritain quis enviar uma mensagem de confiança e boas-vindas aos cidadãos da União Europeia, recordando-lhes que, pelo menos até 31 de Dezembro deste ano, tudo se vai manter inalterado.

Neste sentido, sublinha que os cidadãos da União Europeia podem continuar a viajar para o Reino Unido com a mesma documentação de sempre, sem necessitarem de visto para entrarem no país em turismo nem de seguros específicos de saúde. Informa igualmente que os titulares de passaportes biométricos podem continuar a utilizar as “portas para passaportes electrónicos e entrar no Reino Unido de forma prática e simples”.

Para que o país não deixe de receber o mesmo volume de turistas originários da U.E., o VisitBritain planeia lançar, já na Primavera, uma nova campanha de promoção turística na Europa.

Também a ABTA tem actualizado, no seu site, as informações sobre o Brexit, no sentido de deixar claro que “nada vai mudar após 31 de Janeiro no que toca às viagens”. Isto significa, sublinha a associação das agências de viagens britânicas, que “os passaportes válidos podem continuar a ser usados, os cartões europeus de saúde continuam a ser válidos e podem continuar a ser usados os mesmos pontos de verificação de fronteira”. O mesmo continuará a acontecer com as cartas de condução, a entrada no país com animais de estimação e mesmo com as tarifas de roaming que permanecerão também inalteradas até ao final do ano.  Ou seja, “as pessoas podem continuar a fazer seus planos de viagem com a confiança de que as coisas não vão mudar até o final de 2020”.

Explica ainda que “sendo a associação de viagens mais confiável do Reino Unido, a ABTA tem fornecido activamente conselhos aos viajantes durante todo o processo Brexit e continuará a fazê-lo à medida que o relacionamento de longo prazo com a UE se tornar mais claro”.