Campeonato Mundial de Fórmula 1 no Algarve é “prémio merecido”

O Turismo do Algarve congratula-se com a confirmação do Autódromo Internacional do Algarve como um dos palcos escolhidos para integrar a organização do Campeonato Mundial de Fórmula 1, com João Fernandes a referir que esta escolha é “um prémio merecido e há muito desejado para a região”.

O Grande Prémio regressa a Portugal, em concreto a Portimão, entre 23 e 25 de Outubro, após um hiato de 24 anos. “Para além da vontade de fazer regressar esta modalidade ao nosso país, trazer um evento internacional com esta dimensão para o Algarve era algo que era desejado há muito tempo”, atesta João Fernandes, presidente do Turismo do Algarve, que explica que “este feito resultou de um trabalho de vários anos e de um esforço muito grande e concertado entre várias entidades”.

A colaboração entre o Turismo do Algarve com o Autódromo do Algarve, Câmara Municipal de Portimão, Secretaria de Estado do Turismo, Ministério da Economia, Turismo de Portugal e autoridades regional e nacional de saúde permitiu “transformar uma crise numa oportunidade”. Segundo João Fernandes, “conseguimos demonstrar que este é um destino seguro, com um conjunto de infra-estruturas de apoio de uma enorme qualidade e uma oferta turística diversificada”.

O evento permitirá a projecção da marca Algarve a nível mundial. Prevê-se um impacto económico directo perto dos 40 milhões de euros e em termos indirectos de outros 40 milhões de euros. Desta forma, o Turismo do Algarve acredita que o Grande Prémio de Fórmula 1 ajudará a atenuar os efeitos que a pandemia teve no sector do turismo. “Este evento pode representar uma semana de Agosto em Outubro para o turismo da região, o que irá permitir assegurar a sustentabilidade de muitas empresas na época baixa”, avança João Fernandes.

Para além da prova principal está, também, garantida uma prova do circuito mundial de FIA Fórmula 2, estando ainda a ser negociada a possibilidade de realização de outras provas agregadas.