Caretos de Podence são Património da Humanidade

A UNESCO acaba de inscrever as “Festividades de Inverno: Carnaval de Podence” na lista do Património Cultural Imaterial da Humanidade, numa decisão que “enche de orgulho o Município de Macedo de Cavaleiros e todo o país”, segundo Benjamim Rodrigues, presidente da Câmara Municipal.

A decisão foi tomada na 14ª Reunião do Comité Intergovernamental para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial, a decorrer em Bogotá, Colômbia. Para Benjamim Rodrigues, “é o ponto alto de uma caminhada iniciada em 2014”, salientando que “o apoio do município a esta candidatura foi total, mas o mérito de todo o trabalho é de quem não deixou morrer uma tradição secular em Podence e de quem compilou todas as informações necessárias para entregar uma candidatura que a própria UNESCO veio a classificar como exemplar”.

Luís Pedro Martins, presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal, que endereça felicitações à população de Podence e aos promotores da candidatura, afirma que a inscrição “enriquece ainda mais a região do Porto e Norte de Portugal”. Já o presidente da Câmara Municipal de Macedo de Cavaleiros entende que a inscrição é “o início de uma responsabilidade maior que teremos de assumir a partir de hoje”, afirmando que “tudo devemos fazer para preservar e fortalecer uma tradição única no nosso território”.

O autarca adianta que já vários projecto em cima da mesa e que a Associação dos Caretos de Podence “já desafiou o arquitecto Souto Mouta para a elaboração de um projecto de arranjo urbanístico da rua onde tudo acontece e do largo da Queima do Entrudo, bem como de um Museu do Careto”. O arquitecto está já a analisar a proposta.

Em Podence existe já a Casa do Careto, sede da associação responsável pela dinamização do Entrudo Chocalheiro, com o presidente da Câmara a achar que agora é preciso algo mais. “Não deixamos de ter os olhos postos no futuro”, mas o momento agora é de celebração.