Cláudia Monteiro de Aguiar quer protecção de passageiros e destinos como tema europeu 

A deputada europeia, que integra a Comissão Parlamentar de Transportes e Turismo, pretende colocar na agenda da União o tema da falência das low cost para que tanto os passageiros como os destinos possam ser devidamente protegidos.

Acessibilidades e turismo são as prioridades da eurodeputada para quem o crescimento que o turismo tem registado nos últimos anos torna necessária uma resposta comum por parte da União.

Cláudia Monteiro de Aguiar pretende “maior peso político para o sector através da criação de um fundo para o Turismo, que já foi aprovado pelos seus pares no Parlamento Europeu, mas também que haja uma resposta europeia para minimizar os impactos das falências das denominadas companhias low cost, nomeadamente na protecção do direito dos passageiros”. Destaca igualmente que  “os Estados Membros, fazendo referência a Portugal, precisam criar mecanismos através de uma estratégia a médio prazo que salvaguarde os destinos”.

Concretização dos destinos inteligentes, combate às alterações climáticas, formação e e-skills dos recursos humanos serão temas em que a eurodeputada vai continuar a trabalhar nesta legislatura. A eles se junta, na área dos transportes, o tema das acessibilidades onde o objectivo é que  “todas as regiões da União estejam ligadas ao continente europeu, através do transporte aéreo e marítimo”.