Companhia islandesa apresenta proposta para compra de 49% da SATA

A transportadora islandesa, que tinha sido pré-qualificada na primeira fase do processo de privatização da SATA Internacional – Azores Airlies, SA , tinha na altura pedido um prazo de 30 dias para apresentar uma proposta vinculativa de compra.

De acordo com um comunicado emitido pela SATA, a companhia aérea islandesa Loftleiðir Icelandic apresentou uma proposta para aquisição de 49% do capital social da SATA Internacional – Azores Airlines, SA. A proposta vai agora “ser agora objecto de análise aturada por parte da SATA Air Açores”, diz o comunicado, citado pela Agência Lusa.

Há um mês, a 26 de Junho, a companhia Loftleiðir Icelandic tinha pedido mais 30 dias de prazo para preparar e apresentar uma proposta vinculativa para a compra de 49% da Azores Airlines.

O caderno de encargos da privatização de 49% da companhia açoriana estabelece que futuro accionista da Azores Airlines tenha que “respeitar obrigatoriamente” a manutenção do plano de renovação da frota iniciado com o A321 NEO e promover “cumprimento da operação aérea regular mínima”, que inclui ligações entre o continente e os Açores, nomeadamente as rotas liberalizadas entre Ponta Delgada e Lisboa, Ponta Delgada e Porto, Terceira e Lisboa, e Terceira e Porto.

O futuro accionista deverá ainda assegurar as ligações de obrigação de serviço público entre Lisboa e Horta, Lisboa e Pico, Lisboa e Santa Maria, Ponta Delgada e Funchal, bem como a ligação de Ponta Delgada com Frankfurt, a par das rotas a partir da Terceira e Ponta Delgada com Boston e Oakland, nos Estados Unidos, e Toronto, no Canadá.

Manutenção da identidade empresarial e da autonomia bem como da denominação social e da marca Azores Airlines, são outras das obrigatoriedades integradas no caderno de encargos.