Companhias da NCL Holdings suspendem operação

Com o objectivo de contribuir “para impedir a disseminação do Covid-19” a Norwegian Cruise Line Holdings, que integra as companhias Norwegian Cruise Line, Oceania Cruises e Regent Seven Seas Cruises deciciu suspender todas as suas operações até ao dia 11 de Abril.

“A segurança e o bem-estar dos nossos hóspedes e tripulantes são a nossa maior prioridade. Com o COVID-19, o coronavírus, afitando comunidades em todo o mundo, promulgamos uma suspensão temporária voluntária das viagens de cruzeiro pelas nossas marcas com efeito imediato “, disse Frank Del Rio, presidente e CEO da Norwegian Cruise Line Holdings Ltd. “Entendemos o inconveniente que esta interrupção pode causar aos nossos hóspedes e parceiros de viagem durante esses tempos de rápida evolução e desafios, e agradecemos sua compreensão ao fazer parceria com agências locais, estaduais, federais e globais para impedir a disseminação do COVID-19”.

Os cruzeiros já iniciados “concluirão e desembarcarão o mais rápido possível e com auxílio na organização de viagens”. De acordo com a holding, “todos os hóspedes em viagens afectadas receberão um reembolso de 125% da tarifa paga na forma de um crédito de cruzeiro futuro, que pode ser aplicada a qualquer cruzeiro futuro até 31 de Dezembro de 2022. Para os hóspedes que desejam não usufruir dos 125% de crédito futuro do cruzeiro, 100% da tarifa paga será reembolsada na forma do pagamento original dentro de 90 dias após sua solicitação”.

A NCL faz notar que “as comissões de parceiros de viagem em cruzeiros cancelados serão protegidas conforme a política normal”.