Concelho de Machico poderá ver nascer quatro novas unidades hoteleiras

O Concelho de Machico, na ilha da Madeira, poderá ver nascer quatro empreendimentos turísticos nos próximos anos. Três das unidades hoteleiras já estarão aprovadas pela autarquia local, representando um investimento total de quatro milhões de euros.

A notícia é avançada pelo Jornal da Madeira (JM), que confirmou junto de Ricardo Franco, presidente da Câmara de Machico, a veracidade dos investimentos, considerando “ser uma mais-valia para o município e o resultado da edilidade em atrair investidores” para aquele concelho.

Já aprovado pela Câmara está um aldeamento turístico de cariz agro-florestal, com classificação de 4* e que irá nascer nas imediações da Santa Casa da Misericórdia. O projecto, que estará a cargo da Madsol – Madeira Property Solutions contará com 23 unidades de alojamento, num total de 78 camas e um investimento de 1,9 milhões de euros.

O mesmo órgão de comunicação avança ainda um segundo projecto, pertencente ao Grupo Alberto Oculista, que surgirá no antigo edifício o Facho, na Praceta 25 de Abril que contempla 32 quartos, serviços e comércio, num investimento de 1,7 milhões de euros.

De menores dimensões surgirá ainda uma terceira unidade hoteleira, com oito quartos e espaços comerciais, nas imediações do Mercado Velho de Machico. Uma obra no âmbito da reabilitação urbana, com um valor estimado de 400 mil euros que estará a cargo do arquitecto Fernando Machado.

Mais atrasada estará a aprovação de uma quarta unidade hoteleira para o antigo Forte de São João Baptista, cujo projecto da responsabilidade da empresa Nowhere Else, Turismo Rural Lda se encontra em fase de apreciação. O projecto prevê a construção de 30 quartos.

Em declarações ao JM, Ricardo Franco mostrou-se satisfeito com estes investimentos, relembrando “a dificuldade em assegurar camas no pico dos eventos”, que a própria Câmara tem promovido, “desde culturais, ao trail e ao enduro”.