Congresso APAVT: “Não vou desistir nunca do novo aeroporto”, afirmou o presidente da CTP

Numa intervenção em que considerou que Portugal tem “os melhores agentes de viagens”, o presidente da CTP que falava em Aveiro, na sessão de encerramento do 42º Congresso da APAVT, elencou aqueles que serão os “grandes temas” para a Confederação em 2017 e deixou claro que o organismo de cúpula do associativismo turístico português não vai deixar que o tema do novo aeroporto para Lisboa caia no esquecimento.

A promoção, os custos de contextos, a reforça do Estado, a legislação laboral e o aeroporto, são cinco temas estratégicos que estão na agenda da Confederação do Turismo Português para 2017. A estes acresce um outro, muito falado durante o Congresso da APAVT, o IVA na Meetings Industry, que Francisco Calheiros considerou que “não é um problema dos agentes de viagens, é um problema de todo o sector do turismo”.

Ao nível da promoção reforçou que tem que haver uma aliança cada vez mais estreita entre os sectores público e privado; sobre a legislação laboral afirmou, nomeadamente, que deve ter em conta que as actividades do turismo “são condicionadas pela sazonalidade, pelos imprevisíveis picos de negócio, pela laboração contínua e por uma grande flexibilidade” e também sobre o tema do novo aeroporto para Lisboa sobre o qual assegurou: “Não vou desistir nunca do novo aeroporto porque jamais desistirei do nosso turismo”.

Francisco Calheiros referiu-se também à APAVT, para afirmar que “tem sabido, ano após ano, destacar-se e manter o seu papel de representatividade, defendendo os interesses empresariais das agências de viagens, sendo a voz única das suas associadas, articulando-se, sempre que necessário e quando necessário, com a CTP”, uma estratégia que lhe permite “manter a sua força”. Considerou ainda que “temos os melhores agentes de viagens” e que “estamos no caminho certo”.