Corpos sociais da ERT-Região de Lisboa tomaram posse

Na tomada de posse, que decorreu esta sexta-feira, 14 de Setembro, no “Ask Me Arrábida”, em Setúbal, Vítor Costa, que inicia um novo mandato como presidente da ERT-RL, apontou quatro prioridades para o período 2018-2023. A cerimónia contou com a presença da secretária de Estado do Turismo e da presidente da Câmara de Setúbal.

O funcionamento do actual modelo da regionalização turística, a estratégia da região, o impacto do actual número de turistas e a capacidade aeroportuária foram as quatro prioridades avançadas para o próximo mandato de Vítor Costa, enquanto Presidente da Entidade Regional de Turismo da Região de Lisboa (ERT-RL).

“O Turismo Regional é um elemento fulcral para o desenvolvimento turístico e, por isso, a organização regional, nomeadamente através das entidades e das agências regionais, deve ser dignificada e valorizada como um parceiro essencial do Estado e dos seus organismos e da estrutura empresarial”, salientou o presidente da ERT-RL, criticando a pouca autonomia administrativa e financeira das mesmas.

O responsável mostrou-se satisfeito com os resultados alcançados através da implementação da opção estratégica que foi definida para o primeiro mandato, que passou, nomeadamente, pela aposta no fortalecimento da marca Lisboa, pelo desenvolvimento e promoção de mais conteúdos, e pelo reforço de cinco centralidades (Grande Lisboa, Sintra, Cascais, Arrábida e Arco do Tejo), como forma de beneficiar da capacidade de atracção internacional de Lisboa para benefício conjunto.

Relativamente ao impacto do actual número de turistas, Vítor Costa defende que “ao valorizar as cidades e as regiões”, o turismo ajuda a evidenciar os problemas existentes, mas alertou que a actividade turística não pode ser um ‘bode expiatório’ porque os “problemas também existem onde não há turismo e não seriam resolvidos se o turismo desaparecesse.”