Dia Mundial do Turismo sob o signo do emprego e da igualdade

“Turismo e Emprego: um futuro melhor para todos” é o tema das comemorações oficiais do Dia Mundial de Turismo que se celebra a 27 de Setembro e que este ano têm lugar em Nova Deli, na Índia. O tema escolhido pela OMT pretende chamar a atenção para o potencial que o turismo tem de gerar emprego em todo o mundo, e de, por esta via, ser um “catalisador de igualdade e inclusão”.

“O turismo pode ajudar-nos a construir um futuro melhor para todos”. É com esta afirmação que o secretário-geral da Organização Mundial do Turismo, Zurab Pololikashvili, começa a sua mensagem oficial para o Dia Mundial do Turismo. Nela sublinha que o turismo é fundamental para a criação de emprego em todo o mundo, responsável por “muitos milhões de postos de trabalho” e “impulsiona o progresso económico, tanto a nível local como nacional”, podendo contribuir para um “futuro mais igualitário”

Destaca também o facto de o sector turístico ser “um catalisador de igualdade e inclusão” por, em muitos lugares, oferecer “às mulheres aos jovens e àqueles que vivem em comunidades rurais” a oportunidade de se manterem a si próprios e às suas famílias e de “se integrarem mais plenamente na sociedade em geral”.
Neste âmbito, no entanto, o caminho a percorrer é ainda longo e o secretário-geral da OMT dá conta disso mesmo ao afirmar que “o autêntico potencial do turismo, em termos de criação de emprego e como motor de igualdade e de desenvolvimento sustentável só agora se está a materializar”.

Considerando que “uma parte essencial desse potencial é a criação de oportunidades de trabalho digno e a contribuição para o desenvolvimento de habilidades profissionais” Zurab Pololikashvili destaca que se este potencial for gerido adequadamente, “o crescimento contínuo de nosso sector abrangerá inúmeras oportunidades e fará com que o turismo cumpra sua responsabilidade social em todo o mundo, para não deixar ninguém para trás”.

“Nenhuma actividade económica, social ou humana prospera por si só de forma isolada”, alerta o secretário-geral, reconhecendo que, cada vez mais, os governos e interlocutores dos sectores público e privado estão a colaborar no sentido de “gerir o turismo de forma responsável e sustentável” e “aproveitar adequadamente o enorme potencial que encerra”. Apela por isso a que seja assumido o espírito inovador e criativo em que o turismo é pioneiro como forma de “impulsionar a criação de mais e melhores postos de trabalho”.