Egipto espera quebra de 4.600M€ nas receitas turísticas

O Egipto reviu esta terça-feira em baixa de 5.000 milhões de dólares (4.600 milhões de euros) a perspectiva para as receitas turísticas do ano fiscal 2019/2020.

Em conferência de imprensa, a ministra da Planificação egípcia explicou que o Governo esperava realizar um encaixe histórico de 16.000 milhões de dólares no sector do turismo no ano fiscal de 2019/20, que neste país decorre entre os meses de Julho e Junho. No entanto, segundo a governante, no período em análise as receitas turísticas não irão além dos 11.000 milhões de dólares.

Recorde-se que o Egipto tinha iniciado uma recuperação turística consistente desde 2018, tendo em Fevereiro recebido mais 4% de turistas que no mês homólogo do ano passado, totalizando 900 mil turistas. No entanto, devido à pandemia do novo coronavírus, o país viu-se obrigado a encerrar, no passado dia 21 de Março, todos os museus e locais arqueológicos, incluindo o Museu Egípcio e as Pirâmides de Gizé, ao mesmo tempo que todos os voos de e para o Egipto estão suspenso até ao final do corrente mês.